A Gratidão do Amor

0
33

“E Jesus, olhando para ele, o amou” (Marcos 10.21-22)

Uma das marcas do amor de Deus é que ele nos ama como somos. Nós é que não aceitamos a nós mesmos. Muitas pessoas que não conhecem o amor de Deus querem mudar para serem aceitas por Deus. Conta-se de um artista que saiu à procura de pessoas que viviam nas ruas, pois tinha idéia de pintar um quadro dessas pessoas. Depois de procurar, achou um morador de rua e disse para ele: – Eu sou um artista e gostaria de pintar um quadro seu. Assim o artista marcou um encontro com aquele mendigo. No dia seguinte, aquele homem foi a um banheiro público e tomou banho, cortou a barba e o cabelo, colocou roupas limpas e sapatos. Na hora marcada, lá estava ele pronto para encontrar com o artista. Quando o artista o viu, disse: – Olha! eu não posso mais fazer um quadro com você, pois gostaria de recebê-lo da maneira que era quando lhe conheci. Na história bíblica, foi o jovem que estava insatisfeito com sua vida religiosa. Ele foi procurar a Jesus. E Jesus o amou do jeito que ele era. Mas ele não aceitou o amor de Jesus tão gracioso. Nós achamos que Deus é o grande consertador de gente. Não! Ele ama e ponto final. Nós após conhecer o amor de Deus, desejamos mudar nosso viver, como resposta ao seu amor sem exigências. Foram essas expressões que as pessoas reconheceram ao encontrar com Jesus:  “Jesus me ama mesmo eu sendo mulher”; “Jesus me ama mesmo eu sendo uma criança”; “Jesus me ama mesmo eu sendo um publicano”; “Jesus me ama mesmo eu sendo um paralítico”; “Jesus me ama mesmo eu sendo um traidor”.  Quando somos amados sem cobranças, somos capazes de amar a nós mesmos, e aos outros como expressão de gratidão ao amor de Deus!
Pr. Luiz Roberto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here